Salada Verde

Ciência cidadã contribui para monitoramento de budiões no litoral do Brasil

Mergulhadores, pescadores e turistas já fizeram cerca de 450 registros de budiões em 11 estados brasileiros através do Programa Ciência Cidadã do Projeto Budiões

Duda Menegassi·
17 de novembro de 2023
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Através da ciência cidadã, pesquisadores multiplicaram seus olhos pelo litoral brasileiro nos últimos anos para monitorar os budiões, também conhecidos como peixes-papagaios. Aproximadamente 60 mergulhadores, pescadores e turistas contribuíram para fazer 447 avistagens de nove espécies de budiões que ocorrem nas águas brasileiras. Os registros, feitos desde 2020, correspondem a 41 localidades diferentes, em 11 estados do litoral do Brasil, e compartilhados de forma voluntária através do Programa de Ciência Cidadã do Projeto Budiões.

Herbívoros, estes peixes estão associados aos ambientes recifais entre o sudeste e nordeste do país e são considerados “jardineiros”, porque controlam o crescimento das algas e, com isso, ajudam no desenvolvimento dos corais. O arquipélago de Abrolhos, na Bahia, foi o campeão de registros enviados. 

Os avistamentos colhidos através dos cientistas-cidadãos serão destinados para criação de uma base de dados para apoiar o mapeamento e monitoramento das espécies de budiões. 

A participação é feita online, através do site do Projeto Budiões (acesse aqui), onde o cientista-cidadão precisa preencher um formulário, inserir as informações sobre o avistamento e, se houver, anexar a foto do peixe avistado. Para facilitar a identificação, o site disponibiliza uma lista com imagens dos budiões em diferentes fases de vida. 

Budião-cinza (Sparisoma axilare), uma das espécies monitoradas pelo projeto. Foto: Ricardo Dias

Ao todo existem dez espécies de budiões conhecidas no Brasil. O projeto é focado em sete, sendo uma delas o budião-azul (Scarus trispinosus), classificado como Em Perigo de extinção no país devido à pesca predatória.

“A população pode e deve seguir contribuindo com o Programa Ciência Cidadã do Projeto Budiões. Estes dados ampliarão nosso conhecimento científico sobre as espécies e serão fundamentais na criação de políticas públicas que visam a conservação e uso sustentável dos recursos naturais marinhos. Ao registrar os avistamentos de budiões na nossa plataforma, o ‘cientista-cidadão’ estará colaborando com o enriquecimento de dados científicos e, por consequência, ajudando a preservar estas incríveis espécies”, destaca o ecólogo Alexandre Schiavetti, professor da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) e Coordenador de Desenvolvimento Sustentável e Divulgação Científica do Projeto Budiões.

O Projeto Budiões, patrocinado pela Petrobras, atua no monitoramento, avaliação e status populacional para a conservação dos budiões numa área que vai do Maranhão à Santa Catarina.

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação, montanhismo e divulgação científica.

Leia também

Reportagens
29 de novembro de 2022

Como um peixe ameaçado pode nos proteger das mudanças climáticas

A conservação e uso sustentável do budião-azul são estratégias de adaptação às mudanças climáticas baseadas em ecossistemas que vêm sendo incorporadas a políticas públicas no país

Salada Verde
26 de julho de 2021

“A odisséia do budião”: filme destaca a relevância da preservação da espécie para o equilíbrio ecológico dos mares

Mais conhecido como ‘peixe-papagaio’, o budião fornece um importante serviço para o controle dos recifes, mas está em risco de extinção desde 2014

Salada Verde
3 de janeiro de 2019

Publicadas regras para a pesca do ameaçado budião

Assinada no último dia do ano, portaria estabelece normas para a pesca e recuperação dos budiões-cinza (Sparisoma axillare e Sparisoma frondosum) e budião-banana (Scarus zelindae)

Mais de Jungle King

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.