Notícias

Fiquem com o saí-azul

Apresentamos esta semana esta pequena ave, felizmente uma bela e comum visão em todos os cantos do país.

Rafael Ferreira·
6 de março de 2014·10 anos atrás

Saí-azul macho ([i]Dacnis cayana[/i]) fotografado no Parque Estadual Alberto Löfgren, antigo Horto Florestal - São Paulo. Foto:
Saí-azul macho ([i]Dacnis cayana[/i]) fotografado no Parque Estadual Alberto Löfgren, antigo Horto Florestal – São Paulo. Foto:

Osaí azul (Dacnis cayana) é uma pequena ave típica da América do Sul, presente em quase todos os países, exceto no Chile e no Uruguai. Também ocorre na América Central, de Honduras ao Panamá. É comum encontrá-lo em bordas de florestas, nas capoeiras arbóreas ou em campos com árvores esparsas.

Também é conhecido pelos nomes de dacnis azul (na língua espanhola), saí-bico-fino,saíra-de-bico-finoesaí-bicudo, ele mede aproximadamente 13 cm de comprimento e pesa, em média, 16 gramas. A espécie apresenta um característico dimorfismo sexual: a plumagem do saí-azul machos é predominantemente azul brilhante e preta na área da garganta, acima do bico, ao redor dos olhos, nas asas e cauda; as fêmeas são predominantemente verdes com uma cabeça e ombros azul brilhante. Ambos os sexos têm os olhos vermelhos, pernas e pés avermelhados.

A espécie Dacnis cayana conta com oito subespécies, duas das quais estão no Brasil: Dacnis cayana cayana, na Amazônia e centro-oeste do Brasil, além de Colômbia, Venezuela e Guianas; Dacnis cayana paraguayensis, no Nordeste, sudeste e sul do Brasil, além do leste do Paraguai e nordeste da Argentina. As demais são: Dacnis ultramarina (Honduras ao Panamá e Colômbia), Dacnis callaina (Costa Rica e sudoeste Panamá); Dacnis napaea(Colômbia);Dacnis coerebicolor(Colômbia);Dacnis baudoana (oeste da Colômbia sudoeste do Equador); e Dacnis glaucogularis (Colômbia, Equador, Peru e Bolívia).

O saí azul vive normalmente aos pares ou em pequenos grupos, procurando insetos ativamente na folhagem ou alimentando-se de néctar, insetos e frutos em árvores e arbustos. Vive à beira da mata em várias altitudes, copas de mata alta. Costuma aparecer em pequenos bandos mistos com aves dos gêneros Cyanerpes, como o saíra-beija-flor, e Tangara, como o cambada-de-chaves.

A ave atinge a maturidade sexual aos 12 meses. O período reprodutivo se dá na primavera e no verão, com 2 a 3 posturas por temporada. A fêmea constrói o ninho: uma “taça” profunda, feita de fibras finas, colocado a uma altura de 5 a 7 metros do solo, entre as folhas externas de uma árvore. Ela põe de 2 a 3 ovos que serão incubados por 13 dias. A proteção do ninho é tarefa do macho, que também é responsável pela alimentação da fêmea durante a incubação.

Esta espécie é avaliada pela IUCNcomoPouco Preocupante. O saí-azul é abundante e amplamente distribuído na sua área de ocorrência, mesmo se considerada a tendência de diminuição da população, que não ocorre de maneira suficientemente rápida para causar alarme.

 

Leia também
Toninha, o primo discreto
A verdade sobre a tartaruga-da-amazônia
Veado-catingueiro: em todos os lugares

 

 

 

Leia também

Salada Verde
9 de janeiro de 2024

Inscrições para bolsas-reportagens sobre energia solar vão até semana que vem

Iniciativa é do Plano Nordeste Potência e terá como foco matérias que falem da zonas rurais nordestinas; Jornalistas de todo o país tem até o dia 15 para concorrer a 3 bolsas de R$ 5 mil cada

Reportagens
9 de janeiro de 2024

Fiscais ambientais cobram ação de governo para reestruturação da carreira

Frustrados pela lentidão nas negociações com ministério da Gestão por melhorias na carreira, agentes ambientais paralisam atividades de campo por tempo indeterminado

Salada Verde
9 de janeiro de 2024

Em meio à volta de garimpeiros, Lula cobra mais esforços e promete ações na Terra Indígena Yanomami

Durante reunião ministerial, presidente afirmou que “as terras indígenas tem dono”; no fim do ano, Justiça determinou novo plano de ações após MPF apontar ineficácia do governo

Mais de 188bet

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Comentários2

  1. frozendiz:

  2. Eduardo Roque Filhodiz:

    Por gentileza, saí e saíra são nomes do mesmo pássaro? Grato de todo modo.