Notícias

Rabo-de-palha-de-bico-laranja: escondido na ilha

Em outras partes do mundo, o Phaethon lepturus voa com tranquilidade. Por este lados, a ave tem que buscar refúgio em nossos não tão remotos arquipélagos.

Redação betsson·
29 de agosto de 2014·9 anos atrás

O rabo-de-palha-de-bico-laranja ([i]Phaeton lepturus[/i]), também conhecido como rabo-de-junco-de-bico-laranja e granzina, sobrevoa as águas da costa norte de Porto Rico. Foto:
O rabo-de-palha-de-bico-laranja ([i]Phaeton lepturus[/i]), também conhecido como rabo-de-junco-de-bico-laranja e granzina, sobrevoa as águas da costa norte de Porto Rico. Foto:

Orabo-de-palha-de-bico-laranja(Phaethon lepturus) é uma ave marinha de médio porte típica das águas tropicais do Atlântico, oeste do Pacífico e Oceano Índico. Em uma escala global, a espécie parece ter uma população numerosa e bem distribuída, motivo pelo qual a IUCN a classifica como Pouco Preocupante. No Brasil, entretanto, a perda e a introdução de espécie exótica em seus habitats, somadas às perturbações causadas pelo turismo, levaram o ICMBio à apontar o rabo-de-palha como uma espécie Vulnerável à extinção. Hoje, o rabo-de-palha só pode ser encontrado nos Parques Nacionais Marinhos de Fernando de NoronhaeAbrolhos, e também na Reserva Biológica de Atol das Rocas.

 

 

Leia Também
Macaco-prego-de-crista: vítima da Mata Atlântica
Onça-pintada: uma nova esperança
Macaco-Aranha: contempla o seu futuro

 

 

 

Leia também

Notícias
22 de janeiro de 2024

MPF faz 14 recomendações contra impactos ambientais em praias de Cabo Frio (RJ)

Recomendações não são obrigatórias, mas órgão promete processar em caso de descumprimento; denúncia aponta motivação eleitoreira em licenças para comerciantes

Salada Verde
22 de janeiro de 2024

Desmate em áreas protegidas na Amazônia cai quatro vezes

Unidades de conservação e terras indígenas perderam 386 km² no ano anterior, contra 1.431 km² em 2022

Reportagens
22 de janeiro de 2024

Contradições ameaçam liderança brasileira na transição energética

Águas, ventos e sol: Brasil já larga na frente na transição energética, mas impactos socioambientais de novos projetos e investimentos em termelétricas preocupam

Mais de betsson

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Comentários2

  1. PAULO D DA SILVAdiz:

    Eu fotografei um pássaro deste na Ilha de La Reunion, Oceâno Índico, inclusive me disseram que é uma ave simbolo da ilha. Esteve ameaçada de extinção e agora está mais segura a sua subsistência. Lendo aqui vejo que não é apenas daquela região, correto? Ou seja, não é ave exótica na costa brasileira.


  2. Paulo Donizeti dadiz:

    Eu fotografei um pássaro deste na Ilha de La

    Reunion, Oceâno Índico, inclusive me disseram que é uma ave simbolo da ilha. Esteve ameaçada de extinção e agora está mais segura a sua subsistência. Lendo aqui vejo que não é apenas daquela região, correto? Ou seja, não é ave exótica na costa brasileira.