Fotografia

Do alto, Sagarmatha, a “Mãe do Universo”

Ou, como é conhecida fora do Nepal, o Monte Everest. A campeã indisputada das quatorze montanhas na Terra que atingem mais de 8.000 metros de altura. Foto: NASA Earth Observatory

Redação eacdn·
7 de janeiro de 2014·10 anos atrás

A história geológica do Monte Everest começou há 40 milhões de anos, quando o subcontinente indiano começou uma colisão em câmera lenta com a Ásia. As bordas dos dois continentes se uniram e empurraram para cima os enormes cumes que compõem o Himalaia hoje. Quando escaladores chegam ao topo do Everest, não estão sobre uma dura rocha ígnea produzida por vulcões, mas sobre uma mais “suave” rocha sedimentar, formada por esqueletos de criaturas que viveram em um oceano quente ao largo da costa norte da Índia, dezenas de milhões de anos atrás. Com seus 8,848 metros, tem a reputação de ser uma montanha extremamente perigosa. No entanto, as trilhas comerciais tem feito muito para “domar” o Everest nas últimas décadas. Até março de 2012, houveram 5.656 subidas bem-sucedidas, enquanto apenas 223 pessoas morreram: uma taxa de letalidade de 4 por cento. Foto: Jesse Allen e Robert Simmon/NASA Earth Observatory

 

 

 

 

 

Leia também

Salada Verde
26 de janeiro de 2024

Às vésperas de negociações com servidores, Ministérios da Gestão e Meio Ambiente se reúnem

Ministras Esther Dweck e Marina Silva debateram ontem, junto a representantes do Ibama e do ICMBio, as demandas da categoria; sindicato e Gestão negociam na próxima quinta (1)

Salada Verde
26 de janeiro de 2024

Militares foram mais caros e menos eficientes contra desmate na Amazônia

Taxas de desmatamento são influenciadas por investimentos e políticas públicas, ressalta um artigo de instituição brasileira

Vídeos
26 de janeiro de 2024

Multifacetadas, hortas urbanas de São Paulo contribuem para a saúde ambiental da cidade

eacdn visitou três hortas paulistanas para entender como o plantio de alimentos pode fortalecer o ativismo verde, transformar áreas degradadas e contribuir para a saúde das pessoas e do meio ambiente

Mais de eacdn

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.